terça-feira, 28 de abril de 2009

Death Valley

Após umas horitas de viagem desde Las Vegas, chegámos ao Death Valley, a última etapa do fim de semana.
O Vale da Morte (Death Valley) é uma zona árida que faz fronteira entre o estado da California e o estado do Nevada. É a zona mais quente da América e tem o registo da segunda temperatura mais alta alguma vez registada no planeta (56ºC em 1913).
(Se vos parecer que este ultimo parágrafo foi tirado do wikipedia, é porque foi mesmo...)


A estrada só acaba ao pé da estação dos comboios do Entroncamento...

Death Valley (e não Diabos Vermelhos...)

Não me safava tão depressa...


O calor faz disto à malta


Deu pa mandar uma joga de futebol, espaço não faltava e a baliza era entre aquelas montanhas lá ao fundo. Mas mesmo assim fui apanhado em fora de jogo...

Campeões do distrito do Vale da Morte (também éramos a única equipa existente nas redondezas)

Autógrafo do melhor jogador em campo ;)

De repente no meio do deserto aparece isto, uma casa de banho. Estes americanos pensam em tudo ;)

Subimos lá para cima porque andava aí o bicho do Palpitações...

Mas enganámo-nos, era só este lagartinho

Badwater (86 metros abaixo do nível do mar)

Se pensam que temos pancada por tar a jogar à bola no meio do deserto, olhem este casal de espanhois. Tinham o fetiche de tirar fotos com máscaras de cavalos...

Ainda fizémos escalada... uns bons 20 cm

Carnide, Zé, Eu, João e Afonso

Por baixo de mim era só pedras e cristais de sal e lá ao fundo montanhas com neve. Deserto e neve é estranho mas acontece...

Bem tentei correr para aparecer na foto, mas apanhei muitos obstáculos...

Acabou-se a água, bota Smirnoff...

"Quem te mandou chutar a bola pa longe? Agora vai buscá-la para aprenderes..."

Heroes: o Afonso tem o poder de não ouvir nada do ouvido direito (por causa da otite), o Zé tem o poder de fazer desaparecer o seu calçado e o dos outros, eu tenho o poder de fazer sombras chinesas, o Carnide tem o poder de não ter cabelo e o João tem o poder de ficar invisível quando ninguem está a olhar para ele...

Pró infinito e mais além

Pôr do sol em Death Valley

Ainda deu tempo para mais uma peladinha.


Tava na hora de ir embora, ainda tínhamos umas 8 horinhas de viagem, mas ainda voltámos para trás para buscar a máquina. O Zé é que não teve hipotese, perdeu as sapatilhas no deserto e nunca mais as viu...

6 comentários:

  1. só tenho uma coisa a dizer...QUE INVEJA

    ResponderEliminar
  2. Quando for grande (com 1,92!) também vou fazer essas coisas... :)

    ResponderEliminar
  3. nao precisas de ser mt grande, o teu 1.70 ja deve de dar :p

    ResponderEliminar
  4. GATO ADOREI A SUA VIAGEM AO Vale da Morte !
    ADORARIA FAZER UMA VIAGEM DESSAS!
    É VERDADE QUE LÁ AS PEDRAS SE MOVIMENTAM SEM NENHUM MOTIVO APARENTE???
    BEIJOS!

    ResponderEliminar
  5. yep, há lá uma zona em que as pedras se movimentam sozinhas, e deixam o seu rasto na areia. ;) ninguem tem bem a certeza porquê.
    bjo

    ResponderEliminar